MENU

Comments (0) Acessórios, História

A História das Bolsas parte 4 – A grife LV por Carmem Munhoz

Com a morte de Louis Vuitton em 1893, seu filho George seguiu com a direção. Inventivo e criador como o pai, sempre a frente, abriu mais lojas em Paris e Londres. Foi o responsavel pela criação do famoso monograma LV, com a inteção de  homenagear o pai, além de dificultar imitações. O símbolo é usado até hoje, entre losangos e flores estilizadas, como uma assinatura. George também criou o item mais vendido da marca até hoje: a mala de mão Keepal  em 1924.

 

Em 1914 inovou ao abrir o The Louis Vuiton Building, na Av. Champs Élysées, em Paris, sendo até o momento a maior loja de produtos para viagem do mundo! Posteriormente Marc Jacobs, o famoso estilista, ficou responsável pelas criações  e transformou a grife  em nada mais, nada menos como referencia no mundo da moda.

roupas originais

 

Na próxima sexta vou contar sobre  os designers de bolsas da 1a. metade do século XX.

beijos e até lá!

—————————————————

Carmem Munhoz é artista plástica, arte-educadora, artesã, ilustradora, pesquisadora e designer de bijus, mãe, esposa, mulher. Ama a vida, a família, seus alunos, e pela arte é apaixonada desde pequena. Algumas das bijus da Carmem podem ser encontradas clicando neste link ou no facebook.

_________________

Carmem Munhoz no Sem Espartilhos:

A história das bolsas – parte 1

A história das bolsas – parte 2

A história das bolsas – parte 3

Minha história com o crochê

Como usar um maxi colar

Fashion Rio

 

Mais sobre acessórios:

Brinque com seus acessórios

O poder dos acessórios

 

Mais sobre moda:

O que é Moda?

Seja sua própria Musa

O que significa estar na Moda?

Quando algo sai de Moda

Como eu sinto a moda