MENU

Comments (1) Depoimentos

Depoimento – Já imaginou ter todo seu guarda-roupa em caixas e malas

 

boxes

No domingo eu recebi um email com a história desta professora de francês falando do gosto dela por moda, da frustração de não ter um guarda-roupa e de como o Sem Espartilhos a ajudou a ter mais consciência.

Um depoimento diferente de todos os que já passaram por aqui e que me deixou curiosa e emocionada. A curiosidade era para saber que peças ela carrega nas caixas e malas que cita no depoimento e emocionada com a maneira que ela descreve a saga das roupas.

Vale a pena a leitura.

Ao final, uma ajudazinha para que ela organize a mala de viagens para a estadia de 2 anos na França.

“Au revoir”

…tenho 36 anos e sou professora de língua francesa. Gosto de moda e estilo e mantenho-me informada pelo prazer que eles me proporcionam e por saber que querendo ou não, isso tem muita influência na minha profissão, afinal, a história da moda entre França e Brasil é muito rica e impactante, definidora, eu diria, divisora de águas.

 Primeiramente quero agradecer pelo seu belíssimo trabalho.

Usei dois dias das minhas férias para ler todo o conteúdo do seu Blog Sem espartilhos e digo que foi uma experiência linda. Foram horas de leitura e aquisição de uma consciência que mais me pareceu adormecida que desconhecida. Descobri muita coisa também, me maravilhei e me emocionei bastante. 

Gostaria de te dizer algo aqui que revela minha paixão por Estilo. Não sei se tem uma relação estrita com o que sinto.

Há mais de 10 anos eu não sei o que é ter um guarda-roupas (o móvel físico) por sempre me mudar e nunca ter tido uma casa onde pudesse me fixar, desde então guardo minhas coisas em caixas de papelão e em uma mala de viajem que me serve de baú.

Você não imagina o quão triste isso é. É uma caixa para peças íntimas, de praia e de exercícios físicos, outra para vestidos, shorts e camisetas tudo dobrado pra caber; outra para sapatos e a mala com as peças mais pesadas e de frio.

De tempos em tempos eu as retiro, lavo e passo pra guardar de novo e facilitar na hora de vestir e posso te dizer que chego a fazer milagres de conservação com as minhas roupas. 

E de acordo com isso tudo, meu estilo deve condizer com o tipo de roupa que posso ter, os tecidos mais fáceis, leves e resistentes, etc.

Já doei muita roupa e já me desfiz de muita coisa que amava por não ter onde nem como acomodar; 

Por quê escrevi tudo isso pra você? Estou de mudança para França, vou fazer meu mestrado em linguística na Universidade de Rouen por 2 anos e vou levar suas dicas comigo.Vou precisar bastante delas :). Talvez eu nem queira mais voltar. “

Apesar do meu pesadelo de ter de manter minhas coisas como em um depósito de sebo, eu cuido bem, sempre troco as caixas e a maneira de acomodá-las para que eu nunca estrague nada e nem esteja mal vestida.

Infelizmente não posso pagar por uma consultoria expressa com você, mas vou continuar acompanhando seu trabalho que me ajudou muito nessa nova fase de arrumar as malas e desfazer mais ainda do que já não tenho muito.

Inclusive gostaria de te pedir algumas dicas de como arrumar uma mala para uma viajem longa pra pegar outono na chegada e logo em seguida inverno. Já pesquisei bastante sobre isso, até sobre o chão da cidade, como ruas que dá pra usar salto, tipos de calçadas, as escadarias das estações, a arquitetura da cidade,etc.

Pois é.

Percebi que a medida que fui envelhecendo, meus sonhos de consumo se tornaram mais simples como ter um local fixo e ter um guarda-roupas. Mas de acordo com a fase da vida agora, continuarei com a boa e velha mala andando comigo por aí.”

 

Dicas:

Para quem vai passar muito tempo fora, eu acredito que o ideal seja ter um guarda-roupa de peças básicas e adequadas a cada estação do ano onde se vai morar. A França tem estações mais definidas, mas o frio fica por lá bastante tempo do ano. Eu já escrevi algumas postagens sobre malas e como se vestir no inverno e no verão. Todas as frases em azul contém links para estes textos.

No outono/inverno

– calçados quentes: botas de cano alto com sola de borracha são uma opção

– meias de lã

– casacos de plumas: são leves e não deixam o frio passar

– gorros, cachecóis e luvas

vestir-se em camadas é a palavra de ordem. Isso quer dizer que você se manterá mais aquecida se optar por 3 peças como: uma camiseta de manga comprida por baixo, uma blusa de lã e o casaco, por exemplo.

Outras postagens:

Arara da semana – Leipzig

Arara da semana – Look 3 – Leipzig

Arara da Semana – Look 4 – Leipzig

 

Na primavera:

– jeans

– cardigans

– botas de cano curto, sneakers, peep toes, scarpins

– camisas

– blazer

– blusas de manga 3/4

 

No verão: o verão europeu é bastante quente. Ter roupas frescas na mala é fundamental.

– shorts jeans

– vestido leve

– rasteiras ou sandálias abertas

– saias

– regatas

– calças cigarrete

É sempre bom deixar espaço para o que a gente vai comprar. A Europa tem lojas bem democráticas com roupas a preços bem acessíveis como a Zara, a Top Shop, a H&M, a Massimo Dutti, Printemps. É impossível não querer nada.

Beijos e boa jornada.

  • Barbosa Gisele Paula

    Muito obrigada por tudo! Ótimas dicas 😉