MENU

Comments (0) autoestima, Consultoria de Moda

Autoconhecimento nos dá consistência

Eu estou lendo um livro chamado: “Vencedoras por Opção” dos autores Jim Collins e Morten T. Hansen que fala de empresas que nos últimos 15 anos mantiveram-se no topo apesar de todas as turbulências que o mundo colocou diante delas. Em um dos capítulos me deparei com a seguinte frase:

“Aqueles que consomem grande parte da sua energia reagindo às mudanças vão fazer apenas isso: consumir grande parte de sua energia reagindo às mudanças”.

Ela não é apenas uma frase solta, desprovida de contexto. O que embasa esta frase é o fato de as empresas que conseguiram se manter fiéis a sua receita de sucesso terem prosperado ampla e continuamente em um mundo cheio de imprevistos. Isso significa que elas foram capazes de fazer mudanças, mas nunca se desviando do seu padrão.

O que tudo isso tem a ver com você ou o seu guarda-roupa? TUDO

Assim como uma empresa precisa de regras claras para caminhar e prosperar, nós precisamos nos conhecer e entender o que queremos ter para vestir.

Assim como as empresas, nós também somos bombardeados com informações de moda e beleza todos os dias e precisamos ter bem claro e definido por quais caminhos queremos seguir.

Tirar um tempo para fazer este exercício de investigação vai te poupar desgaste, dinheiro mal gasto com compras inadequadas, frustração, insatisfação, mais dinheiro mal gasto e a perpetuação deste ciclo. Ao passo que se você parar para pensar em você, no que você realmente gosta e com o que se identifica, as inovações e mudanças todas que chegam até você, vão passar por um filtro enorme que irá pautar TODAS as suas escolhas de moda e de VIDA.

Claro que ninguém diz isso para gente né! Quanto mais perdidos estamos mais insatisfeitos, mais dinheiro gastamos, mais trabalhamos e beneficiamos outros que não nós mesmos.

Se faça as seguintes perguntas:

– de tudo isso que tem disponível nas lojas, o que EU realmente gosto?

– quais destas escolhas claramente se ajustam ao MEU estilo de vida?

– das peças que EU gosto de verdade, quais acrescentariam mais combinações ao meu guarda-roupa?

– quais vestem melhor o MEU tipo físico, ou seja, quais delas valorizam o que eu tenho de melhor e disfarçam o que me incomoda?

– quanto dinheiro EU POSSO dispor neste momento para ajustar o meu guarda-roupa a minha vida?

– que peças EU preciso para montar a base do meu guarda-roupa e quanto teria que investir nelas?

– eu quero fazer tudo isso sozinha ou uma ajuda profissional me trará maiores benefícios?

Com as respostas a estas perguntas você vai deixar de bater cabeça todas as vezes que entrar em uma loja e no seu guarda-roupa. Passará a ser influenciada apenas pelo que passar pelo seu exigente crivo. A angústia dará lugar ao prazer de se enxergar com definição.

Tenha uma lista de compras. Se paute por ela todas as vezes que olhar vitrines, sites ou entrar em lojas.

Faça também uma lista de desejos. Esta contém peças que você vive sem, mas que te trariam satisfação e prazer se estivessem ali. Elas não são prioridade. São presentes que você se dá de tempos em tempos.

Reavalie as suas regras sempre e se precisar mudar alguma coisa, aja, mas sempre com cautela e consciência.

As respostas estão dentro de você. Investigue. Defina. Esclareça. Se conheça.

——————————————————————————————————————————-

Alguns textos bem legais que vão te ajudar neste processo:

Você não precisa de dieta. Que tal um consultor de estilo pessoal?

Edite seu guarda-roupa 1; limpe seu guarda-roupa

Edite seu guarda-roupa 2: o que eu tenho

Edite seu guarda-roupa 3: o que eu preciso

Edite seu guarda-roupa 4: o que eu quero

Passos para um guarda-roupa flex: postagem 1

Passos para um guarda-roupa flex: postagem 2 – como sei o que tirar do armário

Passos para um guarda-roupa flex:postagem 3 – como organizar uma lista de compras

Mandamentos do guarda-roupa flex

Menos é mais também no guarda-roupa

A terceira peça: porque usar coletes, cardigans, jaquetas, blazers…

Com que calçado posso usar meia-calça?

Arara da semana – aprendendo a combinar cores

A imagem também é um patrimônio